Como Persuadir o Usuário do seu Blog – 7 Dicas Simples!

Como usar a persuasãoNão é tarefa fácil convencer alguém de que o seu produto, investimento, opiniões, e outras coisas mais, são as alternativas mais certeiras e confiáveis que existe; e que o outro deve levar em consideração, não pestanejar e já embarcar e comprar a sua ideia.

Bem-vindo ao mundo do poder persuasivo! Pessoas assim têm como característica principal, a capacidade de convencimento mais elevada do que qualquer outro.

O blog é uma ferramenta de cunho pessoal e também empresarial, sendo assim, ele pode simplesmente apresentar opiniões sobre política, por exemplo, e/ou vender/oferecer algo que seja rentável ao dono da página.

A grande questão é que, seja um formador de opinião, ou seja, um instrumento de trabalho com vendas, a forma como a pessoa vai escrever no blog influencia diretamente nos resultados que surtirão a partir de determinados pontos de vista, descritos na página.

É daí que nasce a ideia de que argumentar é a melhor saída na hora de persuadir uma pessoa. Encontrar argumentos dentro de uma lógica contextualizada não é algo tão simples de se fazer, ainda mais, quando o meio de comunicação é a escrita. Aí é que as informações certas farão toda a diferença na hora de alcançar o objetivo final.

Quais meios persuasivos podem ser usados na hora de inquietar os usuários de um blog?

Citaremos sete para início de conversa. Ei-los:

Como persuadir

  • Se suscitar uma questão muito sensível a críticas na sociedade, mostre os dois lados da moeda. É importante, quando se defende uma opinião, mostrar o sim e o não dos fatos. Apresente que sempre há dois lados, ou mais, para todas as coisas. Não ser extremista é um ponto positivo, mas sem abrir mão de que defende uma opinião, não é que você fica em cima do muro, mas deixa o leitor escolher por si mesmo, utilizando ainda os mecanismos certos para que ele também defenda sua ideia. 
  • Os leitores do blog sentirão que a pessoa analisa todos os pontos de determinada questão, e possui um posicionamento crítico próprio. Isso serve de aprendizado tanto para quem ler, quanto para quem redige o texto, pois os saberes devem ser compartilhados sempre;
  • Se for a venda de um produto, por exemplo, não é muito diferente do primeiro ponto. Só que nesse quesito, o que se está em jogo é a venda de algo que precisa trazer retorno para o vendedor. Aí o bacana é comprovar, por meios de exemplos e opiniões de quem já adquiriu o produto, que é a melhor coisa a se fazer. O consumidor tem que ter a certeza de estar levando para casa algo que não irá se arrepender posteriormente. E isso só é possível se o produto oferecido for realmente tudo o que o ofertante descreve. Não vale usar artifícios que burlem a confiança do comprador;
  • Utilizar imagens convincentes, textos persuasivos. Fotos da realidade. Carregar no blog incontáveis artifícios que levem o consumidor a dizer sem medo: – Eu quero comprar!
  • Exponha a divulgação do seu trabalho sem medo de ser testado posteriormente. Se colocar no blog sua atividade e seus serviços, não poupe esforços na hora de demonstrar que tem capacidade para desenvolver determinada tarefa. Ora, se você se capacitou, tem total habilidade para realizar suas tarefas com eficiência. Então deve acreditar em si mesmo e passar confiança para o leitor que está em busca dos seus serviços;
  • Usar as palavras certas para a clientela certa. É fator preponderante saber qual público se quer atingir, para poder usar as armas certas de convencimento. Usar a lógica do alvo é ponto-chave para determinar para onde vai e quando vai utilizar determinado material de venda. Portanto é essencial ter que estudar previamente o público para concretizar os objetivos;
  • Criar uma página atraente, com fontes de pesquisas em evidência. Isso denota que o escritor é antes de tudo um leitor e que, dessa maneira, ele tem autoridade para afirmar determinados pontos de vista;
  • Por último, mas não menos importante, é imprescindível construir argumentos sólidos para o que se pretende com a divulgação no blog. Reconhecer que existem todos os tipos de leitores possíveis e que é preciso abranger cada um em sua especificidade é um conselho importante. Coloque em evidência que aquilo que se oferta é o que o visitante necessita para a realização de seus objetivos e anseios.
  • Entenda que a sua ideia só será comprada se for extremamente argumentativa, desse modo o cliente não terá como se negar… Pois verá que precisa do item em questão, para assim fazer uso de seus benefícios!

Aprenda Mais: Como Engajar os Usuários em Seu Blog – 7 Dicas!

Aprenda Mais: Persuasão: Aprenda a Convencer de Forma Efetiva!

Curso Gratuito Ensina Como Criar um Blog de Sucesso Passo a Passo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *